Publicado em Deixe um comentário

VOCÊ SABIA DOS BENEFÍCIOS QUE A BIKE PODE TRAZER ?

1. Você vai chegar mais rápido

Pedale até o trabalho em grandes cidades e você vai chegar lá utilizando metade do tempo dos carros. Uma pesquisa da Citroen comprovou isso em grandes cidades do Reino Unido.  

2. Você vai dormir mais profundamente

Um giro de bicicleta pela manhã pode te deixar sonolento no começo, mas sem dúvida vai te ajudar a pregar o olho quando voltar ao travesseiro.

3. Você vai parecer mais jovem

Cientistas da Universidade de Stanford descobriram que pedalar regularmente pode proteger sua pele contra os efeitos da radiação UV e reduzir os sinais da

Resultado de imagem para BICICLETA EM LAGO

4. Melhora seu ciclo intestinal

De acordo com especialistas da Universidade de Bristol, os benefícios de pedalar se estendem a outras partes do seu corpo.“A atividade física ajuda a diminuir o tempo que a comida leva até chegar no intestino grosso, limitando a quantidade de água que é absorvida novamente pelo corpo e te deixando com fezes mais macias,” explica a gastroenterologista Dra. Ana Raimundo.  

5. Aumenta sua capacidade cerebral

Pesquisadores da Universidade de Illinois descobriram que 5% da melhora na saúde cardíaco respiratória através do pedal, levaram a um aumento de quase 15% nos testes mentais. Isso porque pedalar ajudar a criar novas células cerebrais no hipocampo – região responsável pela memória, que se deteriora a partir dos 30 anos.  

Resultado de imagem para CORRENDO DE BIK

6. Vence as doenças

Se pedalar é bom pra você? Sim “Exercício moderado deixa as células imunes mais ativas, assim elas estão prontas para combater uma infecção,” diz Cath Collins, Chefe dietista do hospital St George em Londres.

7. Vive mais

A Universidade King’s College de Londres comparou cerca de 2400 gêmeos identificou que aqueles que fizeram o equivalente de apenas três giros de 45min por semana, eram 9 anos “Biologicamente mais novos” mesmo depois de descontar outras influências, como índice de massa corporal e tabagismo.“Aqueles que se exercitavam regularmente tem um risco significantemente menor de ter doenças cardiovasculares, tipo dois de diabetes, todos os tipos de câncer, pressão alta e obesidade,” diz Dr. Lynn Cherkas, que conduziu a pesquisa. “O corpo se torna mais eficiente se defendendo e regenerando novas células.”

8. Salva o planeta

Vinte bicicletas podem ser estacionadas no mesmo espaço de um carro. É necessário cerca de 5% dos materiais e energia usada para fazer um carro, para construir uma bike – e ela produz zero poluição.Bikes são eficientes também – você pedala por aí três vezes mais rápido do que faria a pé, usando a mesma quantidade de energia corporal.

Resultado de imagem para BICICLETA EM LAGO

9. Pedalar melhora sua vida sexual

Estar mais fisicamente ativo vai melhorar sua saúde vascular, o que tem efeito de impulsionar seu desejo sexual, de acordo com especialistas em saúde dos EUA. Um estudo da Universidade de Cornell também concluiu que atletas homens tem o desempenho sexual de homens que são de 2 a 5 anos mais jovens, nas mulheres fisicamente ativas, a menopausa é atrasada por um período semelhante.

10. Traz benefícios para a mãe e bebê

Se você está gerando um bebêzinho, pedalar pode ser extremamente benéfico. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Michigan nos Estados Unidos, mulheres gravidas que fazem exercícios regularmente se recuperam mais rápido e melhoram o humor geral durante os 9 meses de gestação.Ainda existe 50% de chance a menos da mãe se tornar obesa e proporciona um melhor desenvolvimento neurológico dentro do útero.Não há dúvidas de que um exercício moderado como ciclismo durante a gravidez ajuda na condição da mãe e protege o feto,”

Publicado em Deixe um comentário

VOCÊ QUE PRATICA O MTB, JÁ SE PERGUNTOU COMO SURGIU ESSE ESPORTE ?

O mountain bike não para de crescer e alcança cada vez mais lugares e pessoas. Mas essas conquistas se devem a uma longa história do MTB, que começou como um esporte que nem sequer esse nome existia.

Resultado de imagem para fotos de mtb

A ORIGEM DO MTB

A origem do MTB remonta à decada de 50, mais especificamente ao ano de 1951. Naquele ano, o Grand Départ (grande partida) do Tour de France aconteceu fora da capital Paris, mais especificamente na cidade de Metz, no nordeste do país. Enquanto era dada a largada para a 38ª edição da Grande Volta francesa — que seria vencida pelo suíço Hugo Koblet —, um grupo de 20 jovens parisienses, cansados das limitações das bicicletas de estrada, resolveu expandir as possibilidades para além do asfalto e se uniu para criar o Velo Cross Club Parisien (VCCP). Eles lançaram mão de quadros utilizados para a prática do ciclocross, reforçaram suas estruturas, adicionaram suspensões dianteiras — adaptadas de motos infantis —, modificaram os freios, trocaram os pneus lisos e finos por modelos mais largos e abrasivos, e colocaram o passador de marchas no guidão. Assim, encontraram uma pista de motocross e, no intervalo das corridas de moto, ensaiaram os primeiros saltos e drops, dando aquele que seria o passo inicial para o surgimento do mountain bike.

Resultado de imagem para fotos de mtb NA LAMA

Apesar de alguns aventureiros já tivessem experimentado entre as décadas 40 e 50, foi Tom Ritchey quem difundiu o esporte. Influenciado por outras duas personalidades como Jobst Brandt e Gary Fisher, o americano adaptou as bicicletas do ciclismo de estrada para pistas acidentadas, na década de 70.

MODIFICAÇÕES FEITAS NAS BIKES

Resultado de imagem para CONSERTANDO BIKES

Modificações como a reformulação do câmbio e quadro, foram respectivamente realizadas por Gary e Tom. Inclusive, o modelo atual de quadro é fruto da criação do ciclista. Atualmente possuem empresas dentro do seguimento, são elas: Fischer Bikes e Ritchey.

Após a utilização de outro tipo de quadro, modelos de bikes cruisers, além da troca dos freios e pneus, as bicicletas ficaram prontas para as primeiras corridas da modalidade Mountain Bike, com provas praticadas somente aos finais de semana no Monte em São Francisco, localizado na Califórnia. No ano 1983, os Estados Unidos organizaram um campeonato inaugural em âmbito nacional. Mais tarde, com principalmente as grandes potencias da Europa, o primeiro torneio mundial do esporte acontecia em 1990. Evento organizado pela União Ciclista Internacional.

E FOI ASSIM QUE SURGIU O NOSSO MTB, QUE É UM ESPORTE QUE TODOS PODEM PRATICAR, QUE TE DÁ MAIS QUALIDADE DE VIDA E MUITO MAIS FELICIDADES AO PRATICAR ESSE ESPORTE QUE ATRAI MAIS E MAIS PESSOAS A CADA ANO QUE SE PASSA.

Publicado em Deixe um comentário

Shimano SLX 2020 – Série M7100 agora também com 12 velocidades.

O SLX é o grupo intermediário da Shimano que, assim como o novo Deore XT M8100, acaba de receber uma versão com 12 velocidades.

Cassete


Os cassetes SLX de 12 velocidades vem com sistema de encaixe Micro Spline e estão disponíveis em opção de 10-45 e 10-51, ambos com tecnologia Hyperglide +, que permite mudanças mais rápidas tanto para cima quanto para baixo e um sistema de transmissão super silencioso. Os cassetes vem com aranha de alumínio, onze pinhões de aço e um de alumínio.

Relação
-10-12-14-16-18-21-24-28-33-39-45-51
-10-12-14-16-18-21-24-28-32-36-40-45

Peso:
CS-M7100-12 de 10-51D : 534g
Opção 10-45D: 513g

Resultado de imagem para SLX 12 V CASSETE

Corrente


A nova corrente HG de 12 velocidades do SLX foi redesenhada com a placa interna estendida para melhorar o engate e a retenção da corrente, além de apresentar as placas de rolete dos elos com tecnologia SIL-TEC.

Peso:
CN-M7100 (de 113 elos + Quick Link): 252g.

Câmbios


Disponível para versões de pedivela single (RD-M7100-SGS) ou duplo (RD-M7120-SGS), o câmbio traseiro SLX de 12 tem desenho Shadow RD+, redutores de impacto e roldanas de 13 dentes.

Peso:
RD-M7100-SGS: 316g
RD-M7120-SGS: 322g

Resultado de imagem para SLX 12V CAMBIO TRASEIRO

CAMBIO DIANTEIRO

O câmbio dianteiro SLX vem em uma especificação para linhas de corrente de 48,8mm ou 51,8mm, com montagens tipo D-type, E-type ou tipo M-type.

Peso:
FD-M7100-D: 135g
FD-M7100-E: 166g
FD-M7100-M: 114g.

Resultado de imagem para SLX 12V CAMBIO DIANTEIRO

TROCADORES DE MACHA


Com ajuste lateral e opções de ajuste rotacional, os trocadores ISPEC-EV permitem uma ampla gama de posições. Para ciclistas que utilizam uma configuração 2×12, um trocador de apenas uma alavanca move o câmbio para cima ou para baixo. Os trocadores SLX M7100 também estão disponíveis na versão com abraçadeira de fixação.

Peso:
SL-M7100-IR: 121g
SL-M7100-IL: 73g.

Resultado de imagem para SLX 12V CAMBIO TROCADORES

Freios


As pinças dos freios SLX vem em versão de 2 pistões específica para o XC ou versão Trail / Enduro de 4 pistões. A versão de 2 pistões tem o mesmo design da versão anterior. Exatamente como o novo XT, ela é compatível com as antigas pastilhas de resina ou de metal. Já a versão de 4 pistões é um projeto totalmente novo, com base no novo XTR M9100. Ela utiliza as novas pastilhas D03S de resina ou D02S de metal, sendo também compatível com as pastilhas aletadas N03A e NO4C.

Resultado de imagem para SLX 12V CAMBIO FREIOS

As manetes funcionam para as duas pinças, possuem tecnologia de engate rápido Servo Wave, possuindo regulagem de alcance. Além disso, elas estão posicionadas em ângulo em duas posições em relação ao guidão.

Peso:
XC (BR-M7100-BL-M7100) com rotores e pastilhas: 425g
Enduro (BR-M7120-BL-M7100) com rotores e pastilhas: 444g

Rotores


Os rotores Ice Tech SLX SM-RT70 são projetados para rápido resfriamento, com um núcleo de alumínio prensado entre camadas externas de aço. Ele está disponível nos tamanhos de 140 mm (121 g), 160 mm (133 g), 180 mm (159 g) e 203 mm (193 g).

CUBOS

Os cubos estão disponíveis individualmente nas seguintes medidas: 100 mm e 142 mm, 110 mm e 148 mm ou 157 mm. A nova roda-livre FH-M7110 possui padrão Micro Spline.

Peso:
HB-M7110: 142g
HB-M7110-B: 147g
FH-M7110: 350g
FH-M7110-B: 354g
FH-M7130-B: 359g


Publicado em Deixe um comentário

Garmin lançará dois novos gadgets destinados a ciclistas no Brasil.

Cada vez mais, o mercado da tecnologia está focando esforços em equipamentos direcionados a atividades físicas. A Garmin, empresa que desenvolve produtos para navegação GPS, também entrou na onda e vai lançar no Brasil dois gadgets destinados a ciclistas.

Chegarão a terras tupiniquins o ciclocomputador Edge 1030, espécie de velocímetro digital que combina navegação avançada, desempenho e percepção das pedaladas, e o Vector 3/3S, um medidor de potência que gera medidas sobre seu desempenho baseando-se nos movimentos do pedal da bicicleta.

Com uma tela capacitiva de 3.5”, que funciona mesmo quando estiver molhada ou quando o usuário estiver usando luvas,(sem) o Edge 1030 pode analisar diversos aspectos físicos do atleta, bem como controlar outros equipamentos da marca, como os faróis de sinalização e iluminação. Além disso, o dispositivo suporta um cartão microSD, que permite adicionar mapas para navegação curva a curva.

Já o Vector 3/3S é um sensor que se instala como qualquer outro pedal e mede a potência total, o equilíbrio entre as pernas esquerda e direita e a cadência e as dinâmicas de ciclismo avançadas. Luzes LED localizadas nos pedais exibem informações importantes de configuração e manutenção do aparelho.

O medidor de potência Vector 3 vai sair por R$ 4.499, enquanto o Vector 3S chega aos R$ 3.299. O pedal de atualização opcional do Vector 3S tem o preço sugerido ao consumidor de R$ 2.799. 

Apesar de úteis para os ciclistas de plantão, os aparelhos não tem um preço animador. No Brasil, o Edge 1030 chegará no VALOR de R$ 2.699. Já a versão bundle, que inclui o monitor cardíaco e os sensores de cadência e velocidade, tem o preço sugerido de R$ 2.999.

Publicado em Deixe um comentário

ANIVÉRSARIO DE 15 ANOS BIKE PROMO!!!

A BIKE PROMO IRA REALIZAR NO PROXIMO DIA 15 DE DEZEMBRO O SORTEIO DA BICICLETA OGGI AGILE SPORT NO VALOR DE: 9.000,00 REAIS. O SORTEIO DESSA GRANDE MAQUINA FAZ PARTE DAS COMEMORAÇÕES DOS 15 ANOS DA LOJA.

NOSSA EMPRESA FOI FUNDADA EM 2004 COM O INTUITO DE OFERECER SERVIÇOS E PRODUTOS DE ALTA QUALIDADE PARA NOSSOS AMIGOS E CLIENTES, E PARTIR DISSO CONSTRUIMOS UMA HISTORIA DE SUCESSO QUE DURA 15 ANOS, E HOJE ATUAMOS EM VARIAS ÁREAS DO CICLISMO,COMO COBERTURA DE EVENTOS,CICLO VIAGENS POR TODO BRASIL,BLOG DE NOTICIAS E VIDEOS INFORMATIVOS SOBRE ASSUNTOS RELACIONADOS A BICICLETA.

A BIKE PROMO TEM 15 ANOS NO MERCADO BRASILEIRO,COM VARIAS NOVIDADES NO RAMO DA BIKE. HOJE SOMOS A CONCESSIONARIA OGGI DO ESTADO DE GOIÁS COM TODOS OS MODELOS DA MARCA DISPONIVEIS EM NOSSA LOJA. E É CLARO SEMPRE PREZANDO O BEM ESTAR DO CLIENTE COM UM AMBIENTE BEM RECEPTIVO.

PARA CONCORRER A ESTA LINDA BIKE DA OGGI,A MARCA MAIS RENOMADA DO MERCADO NACIONAL, BASTA FAZER A SUA COMPRA NA BIKE PROMO. A CADA 100,00 REAIS EM COMPRAS,VOCÊ GANHA UM CUPOM PARA CONCORRER A ESTA MAQUINA NO DIA 15 DE DEZEMBRO.

*** EAI VAI FICAR DE FORA DESSA SUPER PROMOÇÃO ? ***

Publicado em 1 comentário

O MAIS ESPERADO DO ANO CHEGOU… O NOVO XT M8100 ACABA DE CHEGAR PARA IMPRESSIONAR AINDA MAIS VOCÊ !!!

O QUE É O NOVO SHIMANO XT M8100 ?

O XT 8100 é o mais próximo de um novo conjunto de componentes que a Shimano ousa lançar. As rampas especiais agora facilitam a corrente para baixo e para cima da cassete de 12 velocidades. Assistida por uma corrente de 12 velocidades com curadoria científica, a velocidade de mudança é reivindicada como sendo 30% mais rápida.

O novo freehub Micro Spline permite uma roda dentada de dez dentes e a versão XT fornece um engate rápido de dez graus (para Shimano). O alcance máximo da engrenagem de 10 x 51 dentes é de 510% e suas alavancas de mudança podem acionar duas marchas em cada direção com um empurrão. Além disso, as manivelas de alumínio ocas são adequadas para todas as larguras populares e têm coroas de montagem direta com dentes de aço.

FREIOS;

Os freios também são novos, copiando os poleiros mais rígidos da alavanca de aperto central do XTR, enquanto os rotores de freio compartilham a tecnologia de sanduíche de aço inoxidável / alumínio de corrida legal do XTR e as aranhas de alumínio leves. As pinças de dois e quatro pistões são vendidas e apresentam aletas de refrigeração em suas pastilhas de freio recém-formuladas.

CASSETE;

coração e a alma do XT são seus cassetes de 10 x 51 dentes e 12 velocidades. O calcanhar de Aquiles da Shimano na batalha de drivetrain foi sua cassete Hyperglide freehub, que limitou sua menor engrenagem a 11 dentes. A adição da menor cassete micro Spline freehub permite uma roda dentada de dez dentes mais competitiva e uma propagação de engrenagem adequada de 510%. As rampas de deslocamento Hyperglide + agora guiam a corrente para cima e para baixo nas rodas dentadas do cassete, o que pode ser sua melhoria mais importante.

CUBOS ;

Não há nada de muito especial nos novos cubos XT da Shimano, além de serem bem construídos e pelo fato de serem de vidro liso. O show é sobre o hub traseiro, onde o Micro Spline faz sua estréia em uma plataforma mais acessível. A principal razão para a Micro Spline foi a adaptação de uma engrenagem menor de dez dentes, a fim de acelerar a Shimano no mercado individual.
Não há nada de muito especial nos novos cubos XT da Shimano, além de serem bem construídos e pelo fato de serem de vidro liso. O show é sobre o hub traseiro, onde o Micro Spline faz sua estréia em uma plataforma mais acessível. A principal razão para a Micro Spline foi a adaptação de uma engrenagem menor de dez dentes, a fim de acelerar a Shimano no mercado individual.

ALAVANCA;

Depois de muitas experiências com indexação e ergonomia e alguns períodos sombrios de feedback indiscernível, a Shimano se destaca com as alavancas de mudança de marchas do XT 8100. As mudanças são nítidas e cada mudança de marcha é telegrafada para o piloto com uma sensação distinta e um clique audível. Tanto a pegada do polegar quanto a liberação do dedo operam com pressão e distância de arremesso semelhantes, o que torna a mudança intuitiva e precisa.

CAMBIO TRASEIRO;

A melhoria mais recente da Shimano foi afastar o máximo possível de peças vitais do trocador traseiro. O que sobressai além da articulação do pivô do desviador XT de 12 velocidades é inclinado para garantir um golpe de relance. As polias jóquei de 13 dentes de diâmetro maior são montadas em rolamentos de esferas selados dentro de uma gaiola robusta que também é projetada para suportar batidas.